PROJETO TAMAR

O Projeto Tamar, criado em 1980, trabalha com pesquisa, conservação e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no litoral brasileiro, todas ameaçadas de extinção. A unidade da Barra da Lagoa, em Floripa, é uma das 23 bases que o projeto têm. Foi criada em 2005 para minimizar os efeitos da pesca predatória sobre as tartarugas marinhas que passam pela região, através da conscientização dos pescadores locais.

O Centro de Visitantes atrai principalmente as crianças. Os pais de bebês podem ficar tranquilos que tem fraldário à disposição. Logo na entrada, é exibido um vídeo de 30 minutos sobre as tartarugas marinhas e o Projeto Tamar. Depois, é realizada a visita orientada pelas piscinas onde ficam algumas tartarugas que já não podem mais voltar para o mar. No Museu da Tartaruga, são encontrados esqueletos, fotos e explicações sobre os hábitos dos animais.

Funciona das 9h30 às 17h30 e tem cerca de três visitas guiadas por dia (depende da época).

Projeto Tamar
Projeto Tamar
Projeto Tamar
Projeto Tamar

previous arrow
next arrow

ArrowArrow

Slider
Como Chegar

O Centro de Visitantes fica na Rua Professor Ademir Francisco s/n, Barra da Lagoa

Chegando na Lagoa da Conceição, seguir pela rodovia SC-406, passando pela Praia Mole, até chegar à Barra da Lagoa. Na primeira bifurcação, virar à esquerda e seguir pelo Acesso Norte da Barra da Lagoa. No trevo do Acesso Norte, virar à direita e seguir até o loteamento Cidade da Barra, onde fica o Museu do TAMAR, a cerca de 20km do Centro de Florianópolis (via Morro da Lagoa) e a 23km do aeroporto (via Rio Tavares).

Outras Informações

A visita guiada dura em torno de uma hora e mostra as principais ações do Projeto TAMAR para proteger as tartarugas marinhas no Brasil.

As escolas devem agendar as visitas pelo telefone (48) 3236-2015. Para escolas e grupos particulares o valor é diferenciado em função do atendimento especial. Consulte no momento do agendamento da visita.

Não há uma lanchonete mas tem um espaço coberto para o lanche dos grupos escolares. Um palco em forma de casco de tartaruga recebe shows itinerantes.

Há uma sala de vídeo climatizada com 60 lugares, exposição permanente de painéis fotográficos auto-explicativos com informações sobre o ciclo de vida e anatomia das tartarugas, principais ameaças, reprodução e história do TAMAR.

Existe um espaço exclusivo destinado à recreação das crianças, com mesa, lápis de cor, giz de cera, desenhos do fundo do mar, recortes de animais marinhos para serem coloridos e ainda livros com histórias infantis com temas da conservação dos oceanos.

Você pode acompanhar a alimentação das tartarugas marinhas, todos os dias, às 15:30, com uma visita guiada para saber mais sobre a conservação das tartarugas e dos oceanos.

Aos sábados e domingos às 14h00, as crianças podem ajudar na alimentação das tartarugas marinhas. São distribuídas 50 senhas às 13:45 para que as crianças possam dar um pedaço de peixe para uma das tartarugas.

Periodicamente acontecem as solturas das tartarugas que foram recuperadas e cuidadas, é um evento que vale a pena assistir. Aqui no site procuramos divulgar as datas, fique ligado!

Clique aqui para acessar o site oficial e conhecer mais sobre o projeto.